A Ruína de Thomas Malone

A Ruína de Thomas Malone

Elly Grant

$2.99

  • Description
  • Author
  • Info
  • Reviews

Description

Angela Murphi é uma detetive iniciante nas ruas perigosas de Glasgow quando o corpo mutilado de uma jovem prostituta é encontrado em um apartamento miserável. 
Chamada para investigar o macabro assassinato, Angela fica chocada e surpresa. Para seu chefe, Frank Martin, há algo terrivelmente familiar na cena. Ela já tinha visto isso antes.
Com recursos limitados e pouca experiência, Angela está desesperada para provar seu valor. Mas é realmente o trabalho de um imitador? O entusiasmo e determinação de Angela serão suficientes para levar o assassino à justiça antes que outra vida seja perdida?


Author

Elly Grant:
Olá, meu nome é Elly Grant e eu gosto de matar pessoas. Eu uso uma variedade de métodos. Alguns eu derrubo de grandes alturas, outros eu afogo, mas não tenho nada contra sufocamento, envenenamento ou simplesmente espancar uma pessoa até a morte. Contanto que capte a atenção do leitor, estou satisfeita.
Já escrevi diversos romances e contos. Meu primeiro romance, 'Palmeiras no Pireneus' se passa em uma pequena cidade na França. Foi publicado pela Author Way Limited. Author Way também publicou os três romances seguintes da série, 'A Grama Cresce nos Pireneus,' ‘Luz Vermelha nos Pireneus’ e 'Beco Sem Saída nos Pireneus', além de uma coleção de contos colaborativos chamada 'Voltas e Mais Voltas'.
Como eu moro em uma cidadezinha francesa no leste dos Pireneus, me inspiro no modo de vida e nas personagens coloridas que encontro. Não preciso procurar muito para encontrar coisas sobre o que escrever e viver na região vinícola mais prolífica da França torna a tarefa ainda mais deliciosa.
Quando eu cheguei inicialmente nessa região, fui embalada pelo ritmo de vida calmo, pela cordialidade do povo e pelo charme simples do lugar. Mas cavando mais fundo, como pessoas e lugares em todo o mundo, a verdade começa a aparecer. Brigas mesquinhas, preconceito, inveja e ganância estão ali esperando ser revelados. Ah, e quanto alegria nessa revelação. Então, enquanto sento em um café, ou caminho na beira do rio, ou faço trilhas nas montanhas ao pôr do sol, cumprimento todos que encontro com um sorriso e um 'Bonjour' e, como um local amigável, eles retornam a saudação. Eu observo as pessoas enquanto bebo vinho ou quando vou comprar uma baguete. Descubro esquisitices e bizarrices em todos os cantos. Tento imaginar se os alvos do meu escrutínio são bons ou maus e, quando escolho, algumas delas sem suspeitar, poucas bem selecionadas, eu mato.
Talvez você visite minha cidade um dia. Talvez você se sente a meu lado em um

Info

Reviews